Últimas Notícias




Coordenadores da Cristolândia Muriaé falam sobre os trabalhos desenvolvidos e os desafios enfrentados

JORNALISMO | 11/09/2021 10:06 COMENTAR 0
Voltar
Coordenadores da Cristolândia Muriaé falam sobre os trabalhos desenvolvidos e os desafios enfrentados
Os coordenadores do projeto na cidade, Erika Dayane e Felipe Santiago falaram como é desenvolvido o trabalho em Muriaé


















Devolver os sonhos e a dignidade das pessoas. Esse é o papel da Cristolândia Muriaé. Um centro terapêutico de recuperação para dependentes químicos.

Nesta sexta-feira, em entrevista à Rádio Muriaé, os coordenadores do projeto na cidade, Erika Dayane e Felipe Santiago falaram como é desenvolvido o trabalho. (Clique no vídeo acima e assista a entrevista completa).

Segundo eles, o tratamento é gratuito e hoje o espaço tem capacidade para atender até 24 pessoas.

A Cristolândia surgiu na capital paulista, no ano de 2009, quando o pastor Fernando Brandão, atual presidente da Convenção Batista Nacional, de forma acidental, passou pela Cracolândia de São Paulo quando estava indo pregar na primeira Igreja Batista e conheceu a realidade daquelas pessoas.

Inconformado, percebeu que deveria fazer algo. A partir daquele momento, desafiou a igreja local a abraçar a causa e então, diversos trabalhos foram desenvolvidos. Hoje a Cristolândia está presente em várias cidades do Brasil. O principal objetivo é resgatar novamente a vida das pessoas, escravizadas pelo vício das drogas.

Em Muriaé o trabalho funciona a três anos e meio e neste período, muitos que passaram por lá conseguiram resgatar suas dignidades e hoje levam uma vida totalmente diferente.

O tratamento, em média, dura nove meses, mas pode se estender por até dois anos. Neste período, os assistidos contam com auxilio de diversos profissionais e reaprendem a conviver em sociedade.

“É gratificante acompanhar uma pessoa que chega totalmente sem esperança, afundada no vício das drogas e consegue se recuperar. Não há sentimento melhor”. Disse Erika.

Ainda segundo o casal, o tratamento é gratuito. O trabalho vive apenas de doações e parcerias voluntárias. Os interessados a ajudarem ou conhecer mais sobre a Cristolândia Muriaé podem entrar em contato pelo celular: 32-99946-4816.

 

Fonte : Rádio Muriaé